Técnico em Análises Clínicas

técnico em análises clínicas

Carga Horária

1200 horas

Duração

18 a 24 meses

Próxima turma

Fevereiro

Período

Noturno

Sem a atuação dos profissionais em Análises Clínicas não existe condição segura para a realização de diagnósticos médicos na rede de saúde. É a partir da análise de fluídos corporais dos pacientes, como sangue, líquor, urina, sêmen, entre outros, que os demais profissionais da saúde conseguem ter segurança para avaliar o quadro de um paciente e determinar a sua patologia, bem como a evolução do seu quadro. Quando se realizam exames em doadores de órgãos, sangue ou medula, por exemplo, o papel do técnico em análises clínicas também é fundamental, assegurando a qualidade do material a ser transferido.

É atribuição desse profissional:

– realizar coleta de material biológico;

– analisar material biológico de pacientes e eventuais doadores;

– preparar amostrar conforme protocolos específicos;

– operar, chegar e realizar a calibração de equipamentos de análise e oferecer suporte e, eventualmente, manutenção, às suas atividades;

Podendo atuar em laboratórios da rede pública ou privada, o Técnico em Análises Clinicas é um dos profissionais imprescindíveis de qualquer estrutura integrada de saúde.

Piso Salarial: R$ 2.100,00

Área de Trabalho:

Laboratórios; hospitais e clínicas médicas e de Análises Clinicas

 Quem pode fazer?

Estudantes que já tenham concluído o ensino médio ou equivalente, ou que estejam, no mínimo, matriculados a partir da 2º ou 3º série deste. O estudante ainda poderá apresentar certificado de conclusão de ensino médio obtido a partir de Exame Nacional Para Certificação de Competências de Jovens e Adultos – ENCCEJA.

FORMAÇÃO INTERMEDIARIA – Requerido para Sorocaba

Módulo I – com terminalidade – 400 horas, sendo 400 horas, levando o aluno a receber a certificação intermediária de Qualificação Profissional em AUXILIAR DE LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLINICAS.

Modulo II – com terminalidade – 460 horas, sendo 400 horas de teoria-prática e 60 horas de Estágio Supervisionado, levando o aluno a receber a certificação intermediária de Qualificação Profissional em:

AUXILIAR TÉCNICO EM PATOLOGIA CLINICA.

Modulo III – com terminalidade – 460 horas, sendo 400 horas de teoria-prática e 60 horas de Estágio Profissional Supervisionado, levando à conclusão do Curso de Habilitação Profissional de Nível Médio em Química – Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde.

  • Possuir experiência e conhecimentos teóricos sobre os conteúdos que envolvem as técnicas realizadas em todos os setores de um laboratório, com sólida formação teórica-prática, multidisciplinar e não restrita apenas a determinada área;
  • Possuir maior flexibilidade, agilidade, atenção e capacidade em superar as dificuldades encontradas no desempenho da função;
  • Possuir conhecimento básico sobre o funcionamento das máquinas e equipamentos existentes e cuidados para sua conservação;
  • Saber atuar em equipe e agir com ética no trabalho;
  • Cumprir as normas de biossegurança;
  • Ter interesse em aprender e desenvolver seu trabalho;
  • Saber ler, interpretar e executar a técnica com eficiência, preparando material e executando exames, sendo-lhe vedado o exercício da profissão de forma autônoma, estando suas atividades subordinadas à supervisão do profissional responsável pelo laboratório de Análises Clínicas;
  • Possuir conhecimentos teóricos e práticos que possibilitem o cruzamento de dados entre os setores existentes no laboratório;
  • Ter responsabilidade, interesse e pontualidade;
  • Realizar exames de rotina, assim como: espermograma, parasitológicos, sangue oculto, pH, urinálise, hormônio, testes de gravidez, hematológicos, microbiológicos e bioquímicos;
  • Realizar centrifugação, separação e triagem;
  • Buscar aperfeiçoamento constante com dinamismo e predisposição para aprender;
  • Possuir conhecimentos sobre as principais técnicas de esterilização;
  • Realizar atividades com segurança evitando-se erros;
  • Saber como limpar uma bancada e como descartar materiais contaminados;
  • Possuir conhecimentos na área de citopatologia e anatomia patológica;
  • Manter e promover os padrões de excelência no exercício da profissão, assim como desenvolver a arte e a ciência da mesma;
  • Salvaguardar a dignidade e a privacidade dos pacientes, de modo que o resultado de qualquer exame executado por ele ou por outras pessoas não caia em domínio público;
  • Realizar coleta de materiais biológicos com a maior precisão possível, pois a exatidão e a confiabilidade de um resultado dependem de como foi feita a coleta do material em questão;
  • Saber orientar os pacientes sobre os fatores externos (dieta, uso de medicamento, esforço físico) que podem alterar o resultado do exame;
  • Ser profissional ao receber o paciente, pois, muitas vezes seu estado emocional encontra-se fragilizado devido ao estresse da coleta;
  • Ser responsável ao fazer a identificação do material que acabou de ser coletado, pois a troca pode causar erros irreparáveis;
  • Saber manusear, conhecer, calibrar e principalmente conservar toda a aparelhagem necessária à rotina de seu laboratório;
  • Estar sempre atento à data de validade de reagentes imprescindíveis para a realização de exames;
  • Documentar as análises realizadas, registrar e arquivar as cópias dos documentos e resultados de exames;
  • Orientar a comunidade quanto aos determinantes e condicionantes do processo saúde-doença (aspectos: sociais, econômicos, políticos, culturais, biológicos, ecológicos e psicológicos), aplicando princípios e normas de biossegurança, higiene, saúde pessoal e ambiental, contribuindo para a melhoria de sua qualidade de vida;
  • Conhecer a história das políticas de saúde no país e o Sistema de Saúde vigente;
  • Saber atuar em equipe com flexibilidade, reconhecendo suas funções e dos demais membros, assim como, respeitando a hierarquia existente na mesma área, para maior desempenho e qualidade nas relações de trabalho;
  • Saber interpretar e aplicar normas e princípios éticos;
  • Correlacionar conhecimentos de várias ciências buscando constantemente atualizar-se em relação às exigências do mercado, para melhor desenvolvimento e qualidade de seu trabalho;
  • Operar equipamentos, zelando por sua manutenção, identificando e avaliando suas instalações;
  • Atuar como profissional de saúde em situações de emergência, realizando atendimento de primeiros socorros;
  • Orientar quanto à importância da conservação e preservação do meio ambiente no exercício do trabalho em saúde.

 

Competências Gerais do Técnico em Análises Clínicas:

  • Identificar os determinantes e condicionantes do processo saúde-doença.
  • Identificar a estrutura e organização do sistema de saúde vigente.
  • Identificar funções e responsabilidade dos membros da equipe de trabalho.
  • Planejar e organizar o trabalho na perspectiva do atendimento integral e de qualidade.
  • Realizar trabalho em equipe, correlacionando conhecimentos de várias disciplinas ou ciências, tendo em vista o caráter interdisciplinar da área.
  • Aplicar normas de biossegurança.
  • Aplicar princípios e normas de higiene e saúde pessoal e ambiental.
  • Interpretar e aplicar legislação referente aos direitos do usuário.
  • Identificar e aplicar princípios e normas de conservação de recursos não renováveis e de preservação do meio ambiente.
  • Aplicar princípios ergonômicos na realização do trabalho.
  • Avaliar riscos de iatrogênias, ao executar procedimentos técnicos.
  • Interpretar e aplicar normas do exercício profissional e princípios éticos que regem a conduta do profissional de saúde.
  • Identificar e avaliar rotinas, protocolos de trabalho, instalações e equipamentos.
  • Operar equipamentos próprios do campo de atuação, zelando pela sua manutenção.
  • Registrar ocorrências e serviços prestados de acordo com exigências do campo de atuação.
  • Prestar informações ao cliente, ao paciente, ao sistema de saúde e a outros profissionais sobre os serviços que tenham sido prestados.
  • Orientar clientes ou pacientes a assumirem, com autonomia, a própria saúde.
  • Coletar e organizar dados relativos ao campo de atuação.
  • Utilizar recursos e ferramentas de informática específicos da área.
  • Realizar primeiros socorros em situações de emergência.

Unidades que oferecem este curso

Mais Informações


Se interessou pelo curso?

Veja Também